Como tornar um relacionamento duradouro com poucas atitudes

relacionamento duradouro
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest

Como tornar um relacionamento duradouro com poucas atitudes A principio eu quis fazer um blog,que falasse somente de personalidades humanas,algo ligado ao cérebro e seus segredos,mas resolvi mudar um pouco e falar de mais coisas que considero interessante e importante de serem estudadas.

A real é que por mais que essas entidades ofereçam as melhores circunstâncias para que uma criança seja resguardada devidamente, não são os mesmos valores que um lar, uma família, pois a sociedade carece do ambiente essencial que seja fundamental para a criança, e esse item se chama AMOR.

Conforme Falcone; Ramos (2005) apud Sardinha; Falcone; Ferreira (2009), conceito de comportamento socialmente competente deve incluir a capacidade de obter satisfação pessoal, por meio da expressão de sentimentos, da defesa dos próprios direitos (assertividade) e, ao mesmo tempo, da motivação genuína para compreender e atender às necessidades da outra pessoa (empatia).

Dessa forma, nos moldes da legislação anterior ao Código de 2002, adotado não se desvinculava totalmente de sua família originária, e acaso adotante possuísse filhos naturais, adotado não possuía direitos à sucessão hereditária.

Estudo de causa sobre a personalidade

Parker (2002) apud Sardinha; Falcone; Ferreira (2009) concluiu em seus estudos que os casamentos satisfeitos de longa data dependem de algumas habilidades de interação tais como: desenvolver capacidade para lidar com conflitos; consultar parceiro na tomada de decisões; manter uma boa comunicação; cultivar valores tais como confiança, respeito, compreensão e equidade; desenvolver intimidade sexual e psicológica.

E de fato com um cão vem uma série de responsabilidades, para que haja um relacionamento saudável, é necessário que a criança seja supervisionada com cão até por volta de seus oito ou dez anos de idade, crianças puxam rabo, apertam, gritam, machucam os cães, e sempre há risco de ocorrerem mordidas. É claro que não estou aqui doutrinando como deve ou não ser seu relacionamento, mas estou propondo uma reflexão sobre os ideais de amor que nos propomos, os relacionamentos nos quais espelhamos os nossos, e expondo porquê eu creio que Lily e Marshal não sejam um exemplo de relacionamento saudável.

Nossas leis são morosa no tocante aos direitos lgbt, deveria em respeito à honra da pessoa humana e à igualdade de todos perante uma lei justa, assegurar aos gays os mesmos direitos que são garantidos aos heteros, como a união estável, a adoção etc.

Relacionamentos saudáveis

Confiança, é muito importante e essencial em um relacionamento, porque quando não se confia não é saudável, quando não se confia não é amor, quando você não confia no seu parceiro(a) relacionamento fica fraco, pode até ficar naquele vai e volta, confiança é que mais fortalece um namoro, se não consegue confiar, se saia, pode saber que não vai a lugar nenhum, pode até se gostarem muito, mais sempre que alguém dos dois quiserem sair só, para algum show com os amigos, ou pra pizzaria ou seja sair para algum lugar com os amigos, ir a um show de piadas e cantadas engraçadas se a outra não confiar, não vai ser legal não.

Segundo a autora, trata-se de um instituto que objetiva manter vínculo entre filhos, pais e parentes após a ruptura da sociedade conjugal, valorizando afeto nas relações familiares e a proteção do direito à convivência familiar. Se você respondeu que sim para as primeiras três perguntas, eu tenho a impressão de que você precisa rever seus conceitos de relacionamento saudável e de amor, porque as três primeiras indicam que você deseja possuir alguém e não amar e ter um relacionamento baseado em companheirismo e sinceridade.

Pode ser muito fácil dizer que você gostaria de ter um relacionamento saudável com alguém de quem você gosta, mas é preciso muito trabalho para construir um relacionamento ligado à lealdade, confiança, felicidade e amor. Em um relacionamento saudável, vocês se amam, mas seu senso de valor e auto-estima não depende da outra pessoa. Segundo ela, para a maioria das pessoas, ter um relacionamento feliz e duradouro — seja ele em um casamento ou não — é uma das maiores alegrias e desejos na vida.

Compartilhe com seus amigos!

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin